concurseiro

concurseiro

Concurseiro: 4 dicas para concursos e para a vida!

Elo logo mini

Vida de concurseiro não é fácil. Sabemos que cada hora do seu dia vale muito e deve ser aproveitada para acumular conhecimentos. Mas se você pensa em usar esta justificativa para deixar sua saúde em segundo plano, saiba que isto pode retardar sua aprovação.
Para te ajudar a encontrar o equilíbrio entre a determinação necessária para alcançar seu objetivo e a manutenção de uma vida saudável, vamos listar aqui quatro dicas que certamente melhorarão o seu desempenho, te aproximando ainda mais do sucesso.

1- Alimentação


Você sabia que existem alimentos que estimulam a memória? Zinco, ômega-3 e selênio são nutrientes que evitam o cansaço e facilitam a absorção de conhecimento. Os peixes são as principais fontes destas substâncias. Em especial o atum, o bacalhau e o salmão.
Outro nutriente que contribui para a memória é a colina, encontrada em ovos, na soja e no fígado bovino. Já a fisetina e os flavonoides, que protegem os neurônios e são capazes de reverter o déficit de memória, estão em algumas frutas vermelhas. Maçã, morango e uva são as mais recomendáveis.

2- Exercícios físicos


Com tanta coisa para aprender, é preciso reservar algum tempo para se exercitar? Sim! As atividades físicas liberam a toxina do seu corpo, eliminam a gordura e estimulam o raciocínio. Além disso, os exercícios melhoram a qualidade do sono.
A atividade aeróbica ideal dura cerca de 40 minutos e não precisa ser uma corrida. Caminhadas, em velocidade moderada, são mais recomendáveis. Cada um tem o seu próprio ritmo, mas o cansaço só deve ser sentido no final do exercício. Os cardiologistas recomendam a prática de três a quatro vezes por semana.

É importante lembrar que, após a aprovação em concursos públicos, existe uma condição necessária para ingressar no órgão: o exame médico. Os exercícios físicos influenciam positivamente alguns índices do exame de sangue como triglicérides e colesterol.

3- Relaxamento


Se o estudo for moderado, provavelmente não será suficiente para alcançar o objetivo. É preciso bastante afinco para superar o estresse, as dores musculares e o cansaço psicológico. Quem já esteve mergulhado em um ritmo muito intenso de estudos, sabe que chega um momento no qual o cérebro começa a andar mais devagar. É a hora de parar e relaxar.
Nesta fase, um dia a mais de descanso pode ser suficiente para recarregar as baterias. Caso o cansaço seja mais físico do que psicológico, talvez você precise de algumas horas a mais de sono. Descansados, certamente teremos mais disposição para retomar o ritmo e manter a qualidade de aprendizado inicial.

4- Lazer


O lazer é você dedicar pelo menos um dia de sua semana para realizar as atividades que você gosta. Neste dia, esqueça completamente os estudos. Pratique seu hobby, converse com amigos, vá ao cinema, enfim, faça aquilo que vai te deixar feliz. Mas não se esqueça de que no dia seguinte você precisa ter condições físicas e mentais para estudar.

Não custa reforçar que o dia de lazer é importante para quem está passando por uma rotina de estudos bastante intensa durante os outros dias da semana. A prática de exercícios físicos não deve ser confundida com horas de bate-papo na academia e o relaxamento só se justifica para quem já estudou muitas horas durante diversas semanas.

Ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e monitorar o sono são alguns fatores que aumentam a absorção de conteúdo. Vamos colocar em prática? Continue acompanhando nossos artigos e descubra novas dicas para ter um rendimento melhor, com o mesmo tempo de dedicação aos estudos.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL