Concursos Nacionais

Veja mais
Concurso PRF

Concurso PRF 2018: Concurso é autorizado com 500 vagas

Concurso PRF 2018 Edital autorizado para 500 vagas de Policial Rodoviário! Remuneração inicial chega a R$ 9.043,98. Confira as informações!  [Atualizado 30/07] O Concurso PRF 2018 (Polícia Rodoviária Federal) teve a sua …

Concursos Abertos

Concurso UNIFIMES-GO

Concurso UNIFIMES/GO 2018: Professor e Técnico Administrativo

Concurso UNIFIMES/GO 2018 está com inscrições abertas para seleção que oferta 33 vagas para cargos de Professor e Técnico Administrativo Foi divulgado o edital para o concurso da Fundação Integrada …

Concurso IPHAN 2018: Inscrições foram prorrogadas

Concurso Correios 2018: Inscrições reabertas

Concursos Previstos

Concurso PRF

Concurso PRF 2018: Concurso é autorizado com 500 vagas

Concurso PRF 2018 Edital autorizado para 500 vagas de Policial Rodoviário! Remuneração inicial chega a R$ 9.043,98. Confira as informações!  [Atualizado 30/07] O Concurso PRF 2018 (Polícia Rodoviária Federal) teve a sua …

Concurso PM/RN 2018: Edital reaberto. Oferta de 1.000 vagas

Guia do Concurseiro

banca fundatec

Fundatec: Conheça a banca!

FCC

Fundação Carlos Chagas (FCC): Conheça o perfil da banca

banca consulplan

Tudo sobre a banca Consulplan

FUNCAB

Conheça a banca Funcab

AOCP

Conheça o Instituto AOCP

Cesgranrio

Banca Fundação Cesgranrio: Saiba tudo sobre essa organizadora

Concursos Públicos no Brasil 2018 - Edital, Inscrições, e Provas Anteriores

A verdade é: concursos públicos no Brasil estão na moda. Várias pessoas estão fazendo, os jornais estão comentando e surgem todos os dias novos cursinhos e livros sobre o assunto. Não é para menos. Há muitas vantagens na carreira como servidor público. Mas você as conhece? Sabe se realmente vale a pena fazer concurso? Se ainda está na dúvida, veja a seguir os principais motivos para fazer concurso público.

Trabalhar com segurança

A estabilidade é um dos grandes fatores que levam as pessoas a fazerem concursos públicos. A economia do país é feita de altos e baixos, empresas contratam e demitem o tempo inteiro, esta é a dinâmica do mercado. É comum que as pessoas, com medo deste cenário, queiram uma alternativa que oferece estabilidade! Mas não confunda a estabilidade dada pelo serviço público com a ideia -incorreta- de que “funcionário público não poder ser demitido”; não é bem assim que funciona.

Primeiramente, nem todos os concursos públicos garantem estabilidade depois de alguns anos de serviço, apenas os de regime estatutário. As empresas públicas e sociedades de economia mista, como a Petrobrás ou a Eletrobrás, contratam por CLT. E mesmo os estatutários, caso ajam com má-fé ou negligência, por exemplo, podem ser demitidos.

Dito isso, a verdade é que seja no regime estatutário ou celetista, a lei não permite demissões arbitrárias e você não será demitido ao sabor da economia. Estes fatores permitem que você trabalhe com muito mais segurança, sem se preocupar se determinada ação irá desagradar seus superiores ou se você será demitido em uma época mais difícil da economia.

A máxima de que “funcionário público não precisa trabalhar” está muito distante da verdade; não são poucos os que se dedicam arduamente todos os dias, dando o sangue pelo Serviço Público e gostando do que fazem. Mas é verdade que você vai poder trabalhar com muito mais segurança e tranquilidade.

Salários acima da média

A maioria das remunerações no serviço público é acima da média do mercado, principalmente os salários iniciais. Para os recém-formados em cursos superiores, é extremamente difícil conseguir uma remuneração que supere as do Serviço Público e o mesmo pode ser dito para aqueles que fazem concursos para cargos de nível médio ou fundamental.

Os salários iniciais de cargos como os de Juiz, Fiscal de Rendas, Procurador, Auditor Fiscal, entre outros, são maiores do que muitas empresas pagam para alguns de seus mais altos executivos. E várias destas carreiras ainda possuem excelentes planos de cargos e salários, que fazem com que você receba ainda mais ao longo do tempo e com o desenvolvimento profissional.

Acesso pelos seus esforços

Infelizmente, na maior parte das empresas, não bastam seus esforços e competências para você ser contratado. Entram muitos outros fatores: onde você estudou, quem você conhece, como foi sua trajetória profissional, etc. O acesso ao serviço público, por outro lado, é totalmente democrático. São apenas os seus esforços que contam.

Mesmo que o concurso público preveja pontuação por títulos, na maioria das vezes o que mais pesa no final das contas é o seu desempenho nas provas. Não se engane; vai demandar muito esforço, concentração e algum grau de frustração, mas se você tomar a decisão de ingressar num cargo público, você só dependerá de si mesmo.

Ter a certeza de que você só depende de si próprio é extremamente libertador. Faz com que você assuma a responsabilidade por seu próprio destino e se debruce nos seus materiais algumas horas por dia. Só depende de você.

Não é fácil passar para um concurso, mas o resultado é extremamente gratificante. Força e bons estudos!