Concurso Senado Federal 2019 – Confira os detalhes do próximo edital

Concurso Senado Federal

Concurso Senado Federal 2019 – Novo Edital poderá ser lançado ainda este ano!

O Concurso Senado Federal 2019 certamente está entre os mais esperados do país. Os concurseiros têm os seus interesses despertados pelo prestígio de se trabalhar em um órgão tão importante.

Além disso, com a atual crise financeira que o país enfrenta, seguir uma carreira no setor público parece a decisão mais assertiva. E sem contar com a remuneração alta que os cargos dentro Senado oferecem.

Verifique a seguir as principais referências acerca do certame próximo e do passado. Aproveite a chance de conferir as informações e se prepare o quanto antes para sair na frente dos outros candidatos!

Detalhes do Concurso Senado Federal 2019

A Lei Orçamentária para 2019 foi sancionada recentemente pelo Presidente da Jair Bolsonaro. Serão guarnecidas cerca de 48.000 vagas, sendo 40 reservadas às funções atribuídas ao Senado Federal.

A população tem extremo interesse no certame devido a remuneração alta e ao prestígio que os cargos trazem consigo. Mas, mesmo assim, já faz um bom tempo que o órgão não outorga um edital.
O próprio Senado fez uma espécie de levantamento constatando que atualmente possui cerca de 1.947 cargos desocupados. O maior déficit está nas funções de Técnico Legislativo, Consultor e Analista.

Justamente por isso, é de grande importância que os candidatos que desejam destaque nas classificações preparem-se com antecedência. Ficar atento em todas as informações, mesmo dos editais anteriores, pode ser um bom caminho.

Sendo assim, trazemos abaixo os principais dados do edital passado. Confira e não perca a oportunidade de se destacar!

Último Concurso Senado Federal

O último certame para o provimento das vagas ofertadas dentro do Senado Federal ocorreu em 2012. As inscrições puderam ser feitas no site da Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do concurso.

Foram disponibilizadas 133 vagas distribuídas da seguinte forma:
– 9 vagas para Consultor Legislativo;
– 142 vagas para Analista Legislativo;
– 84 vagas para Técnico Legislativo;
– 25 vagas para Policial Legislativo.

A carga horária para todas as funções era de 40 horas/semanais. Já os proventos iniciais se deram de:
– R$ 23.826,57 para a função de Consultor Legislativo;
– R$ 18.440,64 para a função de Analista Legislativo;
– R$ 13.833,64 para a função de Técnico Legislativo;
– R$ 13.833,64 para a função de Policial Legislativo.

Certamente que esses valores serão reajustados quando integrados ao quadro de salários e cargos do edital do Concurso Senado Federal 2019. Portanto, ficarão ainda mais atrativos.

Para concorrer a uma das vagas disponibilizadas, os candidatos precisavam possuir alguns requisitos básicos. Entre eles estavam:
– Ter 18 anos completos até a data de inscrição;
– Ser naturalizado ou brasileiro nato;
– Ter 2º grau completo para a função de Técnico e Policial Legislativo e superior completo para os cargos de Consultor e Analista Legislativo;
– Estar quite com as obrigações eleitorais, legais e gozando de seus direitos políticos;
– Para os candidatos do sexo masculino, estar quite com as obrigações militares;
– Cumprir com todas as determinações do edital;
– Entre outros.

Confira os editais anteriores ao Concurso Senado Federal 2019:
Edital Consultor Legislativo
Edital Analista Legislativo
Edital Técnico Legislativo
Edital Policial Legislativo

Etapas do Concurso do Senado Federal

O Concurso Senado Federal 2019 foi separado em algumas etapas que deveriam ser cumpridas pelos concorrentes. Foram feitas avaliações de ordem classificatória e eliminatória, sendo:
Etapa 1 – Prova Objetiva, contendo 80 questões de múltipla escolha;
Etapa 2 – Prova Discursiva;
Etapa 3 – Prova Prática para os Taquígrafos.

Como fazer a inscrição no Concurso do Senado Federal

As inscrições foram feitas exclusivamente por meio do sítio eletrônico da Fundação Getúlio Vargas. A instituição operou como banca organizadora do certame passado e será do Concurso Senado Federal 2019.

O período para que os concorrentes fizessem as inscrições, preenchendo os devidos formulários, foi de 26/12/2011 a 05/02/2012. A data de vencimento do boleto da taxa de inscrição era 06/02/2012.

Os valores variavam conforme a função, sendo:
R$ 200,00 para função de Consultor Legislativo;
R$ 190,00 para a função de Analista Legislativo;
R$ 180,00 para a função de Técnico Legislativo;
R$ 180,00 para a função de Policial Legislativo

O que caiu na prova para o Senado Federal

No Concurso Senado Federal 2019, provavelmente todos os candidatos serão submetidos a uma prova parecida com a de 2012. As disciplinas aplicadas foram:
– Português;
– Direito Constitucional e Administrativo;
– Conhecimentos Gerais;
– Administração e Políticas Públicas;
– Inglês;
– Raciocínio Lógico;
– Conhecimentos Específicos.

Cada questão objetiva contou com 5 alternativas cada. Os enunciados cobraram compreensão, análise e aplicação do raciocínio para a resolução dos problemas propostos.

Descrição dos cargos no Senado Federal

Analista com Especialidade no Apoio Técnico ao Processo Legislativo:
Realizar a supervisão e coordenação de determinados trabalhos de ordem legislativa. Formular e analisar os documentos do Parlamento, dentre outras atividades correlatas.

Analista com Especialidade em Administração:
Realizar as atividades de coordenação, supervisão e execução. Executar práticas referentes às pesquisas, projetos e análises sobre administração e métodos em geral, dentre outras atividades correlatas.

Consultor com Especialidade em Assessoramento Legislativo:
Realizar assessoramento e consultoria técnica à Mesa, Comissão Diretora e Comissões, além dos senadores em desempenho da função, dentre outras atividades correlatas.

Consultor com Especialidade em Assessoramento de Orçamento:
Prestar assessoria e consultoria em orçamentos e planos públicos. Fazer isso junto à Mesa, à todas as Comissões e também aos senadores em desempenho da função, dentre outras atividades correlatas.

Técnico com Especialidade em Apoio ao Processo Legislativo:
Exercer atividades de assistência técnica e pesquisa na área legislativa. Acompanhar a tramitação de certas proposições, dentre outras atividades correlatas.

Técnico com Especialidade em Administração
Ser responsável por exercer as atividades relacionadas a pesquisas de cunho preliminar, estudos e planejamento, dentre outras atividades correlatas.

Técnico com Especialidade em Processo Industrial Gráfico
Realizar tarefas de controle, orientação e execuções qualificadas das atividades com relação ao complexo industrial gráfico. Manusear máquinas e equipamentos, dentre outras atividades correlatas.

Policial Legislativo
Ser responsável por toda a segurança do Senado. Assegurar os direitos dos políticos e demais membros do Parlamento, dentre outras atividades correlatas.

Utilize dessas informações para se preparar ativamente para o Concurso Senado Federal 2019. Ter boa classificação na prova requer dedicação aos estudos e esforço. Monte um cronograma com as questões dos certames anteriores, assim garantirá a sua vaga!

[ATUALIZADA 27/04/2017] A administração da Casa Legislativa atualizou no último dia 26 de abril a lista do déficit no quadro de servidores que possui 1.113 cargos vagos no órgão, o que torna edital Concurso Senado Federal 2017 iminente. De acordo com documento, o cargo que possui mais vacância, somando 611 vagas é na função de técnico legislativo, que exige nível médio completo.

As demais vagas são para analista legislativo, com 461 vagas disponíveis e consultor legislativo com 38 vagas. O último concurso do órgão ocorreu em 2012 e a validade expirou em julho de 2015.

Para tornar o novo concurso mais atrativo, o Plenário da Casa aprovou o Projeto de Lei (PLS) 553/2015, que altera as Tabelas de Vencimentos Básicos dos Servidores do Quadro de Pessoal e concede reajuste de 21,3% sobre os vencimentos iniciais dos servidores. Os aumentos serão divididos em quatro parcelas a partir de janeiro de 2016 e finalizado no início de 2019.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

[ATUALIZADA 06/10] Segundo relatório divulgado nesta quinta-feira, 6 de outubro, 1.094 cargos estão vagos no Senado Federal, fator que apresenta urgência na realização Concurso Senado Federal 2017. As áreas que apresentam maior déficit são de advogado, analista legislativo, consultor, secretário parlamentar e técnico.

O maior quantitativo é para o cargo de técnico, com 631 vagas abertas, já o cargo de analista, de nível superior é de 440 e para o consultor legislativo, de nível superior é de 34. O certame contará também com oportunidades para policial legislativo e advogado. Para advogados, o último concurso foi realizado em 2005, com remuneração de R$27.582,21.

A lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano que vem reserva recursos para preencher pelo menos 60 vagas de técnico, analista e consultor legislativo no Senado. A proposta já foi enviada ao Congresso e ainda será avaliada. Um boletim interno já estabeleceu regras para participação de servidores na comissão de organização do concurso, visando proteger certame de interesses nas vagas das carreiras legislativas.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

[ATUALIZADA 15/09] Próximo Concurso Senado Federal 2016 tem destaque para cargo de Policial Legislativo que possui 300 vagas ociosas desde o vencimento da última seleção, em junho de 2015. Para concorrer é necessário nível médio completo, CNH no mínimo na categoria “B”, não sendo necessário altura mínima, idade máximo, tatuagem ou demais requesitos exigidos para policiais civis e militares.

Dentro do cargo existem várias áreas de atuação, preocupa-se com atividade de polícia ostensiva que evita a prática de delitos nas dependências do Congresso Nacional e segurança orgânica que é a segurança interna dos prédios do Congresso. Há também a polícia de investigação, devido a existência de delegacias responsáveis por tocar inquéritos policiais, termos circunstanciados, tanto na Câmara, como no Senado.

A carreira possui remuneração inicial de R$17.705,91, podendo alcançar R$22.153,26 na classe especial, conforme acordo concedido recentemente e que valerão a partir de Janeiro de 2018. Existem duas possibilidades de escala para quem ingressar, sendo a primeira que o trabalho funciona 24h e se tem folga de 72h. A segunda é com regra específica de funcionamendo, sendo uma semana trabalhada nos dias ímpares e na semana seguinte nos dias pares, respeitando feriados, com expediente de 7h corridas.

Normalmente a seleção é feita através de provas objetivas e discursivas, teste de capacitação física, avaliação psicológica e curso de formação. As provas envolvem questões de Língua Portuguesa, Conhecimentos Gerais, Língua Inglesa, Noções de Informática, Conhecimentos Específicos.

Em breve o Congresso Nacional vai lançar dois novos concursos para repor o quadro de servidores defasados desde a abertura das últimas seleções. O órgão é constitucional e exerce em âmbito federal as funções do poder legislativo para elaborar/aprovar leis, fiscalizar o Estado brasileiro, além de administrar e julgar.

Servidores desta área possuem benefícios como serviço médico, plano de saúde e entre outros. Além de o Senado não ser limitado pela salário que o governo impõe aos demais servidores. Os dois órgãos concedem aumentos anuais superiores aplicados aos demais funcionários públicos, pois os índices de reposição salarial do executivo sempre se limitam aos índices da inflação.

O último certame foi realizado em 2011, com autorização no dia 14 de novembro e teve edital publicado em 23 de dezembro. As inscrições foram abertas dia 26 de dezembro a 5 de fevereiro de 2012 e as provas foram aplicadas em todos os estados brasileiros e o Distrito Federal, no dia 11 de março de 2012. A validade era de um ano e foi prorrogado até 2015.

As seleções da casa legislativa levam em torno de 120 dias para autorização até a data das avaliações objetivas e discursivas. O prazo para nomeação dos aprovados é de 56 dias após a publicação do resultado final.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

 

O Concurso Senado Federal 2016 pode finalmente acontecer, pois de acordo com documentos disponibilizados pelo órgão no Portal da Transparência do Senado, 1.070 cargos não estão preenchidos no quadro de efetivos, sendo 610 apenas na carreira de técnico e 424 para Analista Legislativo em diversas especialidades.

As funções para Analista Legislativo Nível III está dividio em: 33 vagas para Advogado Nível III e 34 vagas para Consultor Legislativo. A remuneração inicial do cargo atualmente é de R$21.416,62, já para os Técnicos Legislativos o salário é de R$16.083,46. Além disso, os servidores recebem auxílio-alimentação de R$924,16 por mês.

CONFIRA CARGOS VAGOS SENADO FEDERAL 2016

Mas o Plenário da Casa também aprovou o Projeto de Lei 553/2015 que altera a Tabela de Vencimentos Básicos dos Servidores, o reajuste é de 21,3%. Os aumentos se iniciaram em janeiro de 2016 e finaliza no início de 2019, os pagamentos serão feitos através de quatro parcelas.

Outro fator que influencia a realização de outro certame é que o último concurso foi feito em 2012 e seu prazo expirou em julho de 2015. Desde então nenhum servidor foi ingresso no Senado. No certame foram oferecidos 246 vagas de nível médio e superior, mas o concurso nomeou mais profissionais, devido a aposentadorias e exonerações dos servidores. No total, 611 foram convocados e só 593 tomaram posse, sendo 91 Consultores, 314 Analistas, 139 Técnicos e 67 Policiais Legislativos.

Foram disponibilizados 4 editais para Consultor Legislativo e Analista Legislativo de nível superior, Técnico Legislativo (apoio) e Técnico Legislativo (policial) de nível médio ou técnico. As remunerações variavam de R$13.833,64 a R$23.826. A banco organizadora foi a FGV (Fundação Getúlio Vargas) e teve mais de 157 mil inscritos que foram avaliados por etapas de prova objetiva, discursiva, aptidão física, avaliação psicológica, investigação social documental e curso de formação.

Mesmo com a suspensão de concursos públicos pelo Governo Federal, o Legislativo é independente e pode realizar seleções normalmente, assim como o Judiciário.