Concurso TRT ES 17 º região 2018: Comissão é formada

Concurso TRT ES 17

Concurso TRT ES 17 º região 2018 tem comissão organizadora formada e liberação fica próxima! Previsão é de vagas para Técnico e Analista

Ótima notícia para os concurseiros do estado do Espirito Santo. Foi formada a comissão organizadora que será responsável pela tramitação de todos os processo do concurso TRT ES 17 região.

De acordo com informações vindas diretamente do tribunal, ainda não se tem a quantidade de vagas exatas que serão disponibilizadas para a realição deste novo edital. O que tem como certo, é que serão disponibilizadas tanto vagas de preenchimento imediato, devido a grande necessidade do órgão, como a formação de cadastro reserva.

Os cargos que serão colocados a disposição, são para as Carreiras de Técníco Judiciário e para Analista Judiciário, que será aberto um leque em diversas especialidades.

Confira algumas informações sobre os cargos:

Analista Judiciário

Para os cargos de Analista, a exigência mínima é que se tenha nível superior. Como informado acima, para as especialidades a serem abertas, é necessário que o candidato seja especialista naquela área, ou como é o caso do cargo de analista administrativo, a formação superior poderá ser em qualquer área de atuação.

A remuneração atual esta em R$ 11.066,82, além dos benefícios inerentes a função.

Técnico Judiciário

Já para o cargo de técnico judiciário, a exigência para este é que se tenha o certificado de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau). Neste cargo também existe a possibilidade de abertura para candidatos com cursos técnicos em áreas específicas e também o cargo de técnico administrativo, que tem por exigencia somente o certificado de conclusão do ensino médio.

A remuneração atual do cargo é de R$ 6.708,53 e ainda conta com os benefícios.

Último concurso

O último concurso TRT ES 17 região ocorreu no ano de 2013 e contou com um total de 23 vagas para preenchimento imediato mais a formação de cadastro reserva. A Cespe foi a responsável por organizar o certame e também é a possível banca a ser reponsável pelo novo concurso

A prova foi composta por 120 questões abordando matérias como:

Língua portuguesa
Raciocínio lógico
Noções de informática
Noções de direito constitucional
Noções de direito administrativo
Noções de administração pública
Noções de administração de recursos materiais
Noções de orçamento público
Legislação e ética no serviço público
Noções de direito do trabalho
Noções de direito processual do trabalho

Além de outras matérias específicas a cada cargo e cada função.