Concurso Câmara Legislativa DF CLDF 2017

Concurso Câmara Legislativa DF CLDF 2017

Concurso Câmara Legislativa DF 2017: Define FCC como banca

Elo logo mini

Concurso Câmara Legislativa DF 2017 define FCC como banca organizadora e edital deve ser publicado na primeira quinzena de julho, confira!

Concurso Câmara Legislativa DF

 

[ATUALIZADA 29/06] A Câmara Legislativa do Distrito Federak (CLDF) definiu na quarta-feira, 28 de junho a Fundação Carlos Chagas (FCC) como banca organizadora Concurso Câmara Legislativa DF 2017 que publicará edital na primeira quinzena de julho. O extrato da dispensa da licitação será publicado nesta quinta-feira, 29 de junho, no Diário Oficial da CLDF.

O certame ofertará 86 vagas de nível médio e superior nos cargos de consultor legislativo, consultor técnico-legislativo e procurador. As remunerações iniciais variam entre R$10.143,07 a R$15.123,30, dependendo do nível de escolaridade exigido no cargo escolhido.

Todo o processo de organização será acompanhado pela Procuradoria do Legislativo local, de acordo com as norma que regulam a realização de concursos públicos. O cronograma de provas obedecerão o prazo mínimo de 90 dias após o lançamento do edital.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 05/06] A Mesa Diretora da Câmara Legislativa definirá nesta quarta-feira, 7 de junho, a instituição que ficará encarregada de organizar Concurso Câmara Legislativa DF 2017 que ofertará 86 vagas nos cargos de consultor legislativo, consultor técnico-legislativo e procurador, de níveis médio e superior. De acordo com o órgão, a proposta de três empresas estão sendo analisadas pela Procuradoria-Geral da Casa.

Segundo informações do presidente da comissão, Inaldo José de Oliveira, o Cebraspe é um forte candidato para organizar o certame. Assim que definida a banca organizadora, a escolhida terá 15 dias úteis para elaborar edital, seguindo o projeto básico estabelecido pela comissão interna do órgão.

Os salários iniciais dos cargos, já incluso as gratificações, o nível médio é de R$10.143,07 e o de nível superior é de R$15.123,30.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 02/06] A comissão organizadora Concurso Câmara Legislativa DF 2017 definiu o número de vagas que serão ofertadas no edital que será divulgado neste mês. As 88 vagas serão distribuídas em cargos de nível médio e superior para consultor legislativo e procurador. A mesa diretora da casa deve definir na próxima quarta-feira, 7 de junho a instituição que será contratada para organizar a seleção.

As três bancas que apresentaram suas propostas estão em análise pela procuradoria-feral da Câmara, após a definição e contratação, a empresa tem até 15 dias úteis para elaborar e divulgar o edital. De acordo com o presidente da comissão interna, Inaldo José de Oliveira, o Cebraspe é a preferida para organizar a seleção.

O salário inicial para as funções de nível médio é de R$10.143,07 e o de nível superior é de R$15.123,30.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 19/05] O presidente da comissão interna que coordena Concurso Câmara Legislativa DF 2017, Inaldo José de Oliveira informou que o quantitativo de vagas foi definido e está em análise na diretoria do órgão. Além disso, o presidente afirmou que a comissão junto à procuradoria da Casa estão analisando a contratação do Cebraspe para organizar a seleção. Assim que for contratada, o edital será lançado até início de junho, com as provas realizadas 90 dias depois da publicação do documento de abertura do certame.

O número de vagas não foi divulgado, mas de acordo com a última atualização da Casa 406 cargos estão vagos, sendo a maioria para a função de técnico legislativo. Conforme anúncio feito pelo presidente do legislativo distrital, Joe Valle, os cargos a serem ofertados no próximo edital contemplarão os níveis médio e superior. 

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 20/02] Com reunião marcada para esta segunda-feira, 20 de fevereiro, comissão organizadora Concurso Câmara Legislativa DF 2017 definirá a distribuição de vagas nos setores do órgão. Segundo a última atualização da casa, possuem 406 cargos vagos, sendo a maioria para técnico legislativo. O edital tem previsão para ser publicado entre final de maio ou até início de junho. O próximo passo é contratar a banca organizadora que não gerará custo para o órgão, conforme foi feito no último concurso da Câmara em 2005.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 17/02] Segundo o último estudo feito pela Casa, 406 cargos estão vagos, sendo a maioria para técnico legislativo, o que pressiona abertura Concurso Câmara Legislativa DF 2017 que terá edital divulgado até julho deste ano para contemplar carreiras de nível médio e superior. A carreira com maior déficit, somando 169 cargos vagos é para a carreira de técnico legislativo, de nível médio, em seguida da de consultor técnico legislativo, que soma 115 vacâncias de nível superior em diversas áreas. Para técnico legislativo sem especialidade, conta com 85 vagas e 48 para técnico em agente de polícia legislativa.

Para as de nível superior estão com vacâncias as especialidades em técnico de enfermagem, secretário, administrador, analista de sistema, arquivista, bibliotecário, economista, enfermeiro, médico, odontologista, pedagogo, psicólogo, taquígrafo especialista, técnico em comunicação social/jornalismo, revisor de texto, inspetor de polícia legislativa, procurador legislativo e consultor legislativo.

Conforme publicado no Diário da Câmara Legislativa DF (DCL) do dia 24 de janeiro, a comissão interna está definida e o edital deve ser publicado ainda no primeiro semestre deste ano. A comissão tem até 30 dias para apresentar o quantitativo de vagas e escolher a instituição que será responsável por organizar novo concurso.

Apesar de não estar definido número de vagas a serem preenchidas nem os níveis de escolaridade exigidos, está autorizado na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2017 a contratação de 75 servidores efetivos no órgão. De acordo com o presidente do legislativo distrital, Joe Valle, o novo concurso será para os cargos de nível médio e superior, com expectativa de 75 a 90 vagas imediatas. No último concurso do órgão o edital ofertava 78 vagas de nível superior e 42 de nível médio, além de formação de cadastro reserva, o que deve ocorrer nesta seleção.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 25/01] Na última terça-feira, 24 de janeiro, foi constituída uma comissão para elaborar o projeto básico Concurso Câmara Legislativa DF 2017, segundo o presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT), o edital deve ser publicado até junho deste ano. Os seis servidores da comissão devem apresentar estudo do quantitativo de vagas e escolher a instituição que será contratada como banca organizadora.

De acordo com o presidente, o edital contemplará cargos de nível médio e superior, com a expectativa de abertura de 75 a 90 vagas. No último concurso da casa o edital previa o provimento de 78 vagas de nível superior, 42 de nível médio, além de formação de cadastro reserva.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 13/12] O edital Concurso CLDF 2016 tem previsão para ser publicado no final deste ano e no começo de 2017 para ofertar 75 vagas imedias de nível médio e superior. As vagas estão na justificativa para autorização e contam com recursos orçamentários para serem preenchidas. Mas, durante a validade do concurso de dois anos devem ser nomeados mais candidatos aprovados do que o previsto em edital, porque o órgão possui atualmente 389 cargos vagos.

A carreira que possui maior vacância é o de técnico legislativo, que soma 169 vagas que exigem nível médio. Seguida de consultor técnico legislativo, de nível superior em diversas áreas, com 115 cargos abertos. As especialidades para os cargos de técnico com maior quantitativo de vagas abertas é para 85 de técnico legislativo, sem especialidade e 48 para agente de polícia legislativa. A remuneração inicial para as carreiras de técnico será de R$11.182,69, chegando a R$20.612,14 na classe especial.

As funções técnicas de nível superior abertas são nas especialidades de administrador, com 24 cargos vagos, 9 para analista de sistema, 5 arquivista, 5 bibliotecários, 5 economistas, 4 enfermeiros, 3 médicos, 2 odontologistas, 2 pedagogos, 6 psicólogos, 17 especialistas em taquígrafo, 10 jornalistas, 8 revisores de texto, 2 inspetores de Polícia Legislativa e outros.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 30/09] O Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindical) entraram com ação civil contra governo do Distrito Federal para que a justiça autorize abertura Concurso Câmara Legislativa DF CLDF 2016, impedindo que mais pessoas não concursadas sejam nomeadas. A assessoria da Câmara declarou que se posicionará a respeito do cado quando for notificada oficialmente.

De acordo com o sindicato a Câmara possui 848 servidores sem concurso, número superior aos funcionários concursados que totalizam 665 no quadro de trabalhadores do órgão. A Câmara ainda tem 391 vagas para serem preenchidas por aprovados no processo seletivo, conforme consta na Constituição Federal, que no mínimo metade dos cargos devem ser ocupados por servidores efetivos.

Em julho foi anunciado pelo Correio a autorização de abertura Concurso Câmara Legislativa DF CLDF 2016. A previsão é para oferta de 30 vagas, sendo a maioria de nível superior. As vagas serão para técnicos analistas e consultores, que contam com salário inicial de R$22.812,75.

O último concurso realizado pelo órgão foi em 2005, organizado pelo Cespe. Foram ofertadas 120 vagas para técnicos e analistas, com salários de R$5.500 e R$8.000. Mais de 75 mil pessoas se inscreveram e o cargo de maior procura doi o de policial legislativo, que teve mais de 19 mil concorrentes. A seleção foi composta por prova objetiva e discursiva para todos os candidatos, além de alguns cargos também contarem com prova de títulos, prova prática e teste de aptidão física.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


Na última quarta-feira, 3 de agosto, foi anunciada previsão edital ainda este ano para Concurso CLDF 2016 que visa ofertar 70 vagas, sendo 30 de nível médio e 40 superior. Segundo relatório da Diretoria de Recursos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal, a carreira com mais déficit é de Técnico Legislativo, de nível médio e Consultor Técnico Legistativo, de nível superior. A expectativa para o concurso é de que sejam nomeados mais do que 70 candidatos durante o prazo de validade do concurso, que será de dois anos, podendo ser prorrogado.

A autorização do certame saiu no dia 14 de julho, partindo da presidente da casa, Celina Leão, que dá a Diretoria de Recursos Humanos a coordenação das ações do certame, que deve apresentar estudo para quantitativo de cargos, elaboração da minuta de edital e providenciar junto com a Comissão permanente de Licitações (CPL) a instituição que será responsável pelo concurso. Então, a expectativa é de que edital seja publicado em breve, pois o último concurso foi realizado em 2005.

As especialidades com maior quantitativo abertas é para função de técnico nas áreas Legislativa (85 oportunidades sem especialidade) e Agente de Polícia (48). Mas há também vacância nas funções de Enfermagem, Secretário e outros. De nível superior as vagas abertas são de Administrador (24), Analista de Sistema (9), Arquivista (5), Bibliotecário (5), Economista (5), Enfermeiro (4), Médico (3), Odontologista (2), Pedagogo (2), Psicólogo (6), Taquígrafo Especialista (17), para qualquer nível superior, Téc. Com. Social/ Jornalismo (10), Revisor de Texto (8), Inspetor de Polícia Legislativa (2), entre outros.

Há ainda 17 cargos na função de Procurador Legislativo, e mais 30 de Consultor Legislativo para qualquer graduação. A remuneração inicial de Técnico Legislativo é de R$11.182,69, chegando a R$20.612,14 na classe especial. Já para os consultores R$16.673,35, chegando a R$30.732,64 na classe especial.

Para o cargo de Consultor Lesgislativo é preciso ter nível superior em qualquer área, além das oportunidades para formação em Administração, Direito, Informática, Serviço Social, Ciências Contábeis, Enfermagem, Agronomia, Engenharia Civil, Pedagogia. Tendo 40 horas semanais de jornada de trabalho, a remuneração inicial deste cargo é de R$14.002,94, podendo alcançar R$25.810,53 na classe especial. Além de ganhar benefícios como auxílio pré-escolar no valor de R$753,71 e auxílio alimentação de R$1.184,92.

Para Técnico Legislativo é exigido nível médio, assim como no cargo da Polícia da Câmara Legislativa, mas neste último é preciso ter carteira nacional de habilitação nas categorias “B”, “C” ou “D”. A remuneração inicial é de R$9.391,67, podendo alcançar R$17.310,90 na classe especial, em uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Sem contar com os benefícios como auxílio pré-escolar de R$753,71 e auxílio alimentação de R$1.184,92.

A seleção não tem padrão de banca organizadora, no último realizado em 2007 o responsável foi Cespe/UnB. As avaliações exigem conhecimentos básicos (50) e específicos (70). As questões são de Língua Portuguesa, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo e Noções de Processo Legislativo. Já para os conhecimentos específicos, as questões são distriuídas nas mesmas áreas, com amplitudo nos conteúdos. Os candidatos também passam por uma redação de 25 a 30 linhas e uma prova discursiva de no máximo 30 linhas. Algumas especialidades exigem ainda avaliação de títulos, prova prática e teste de aptidão física.

A Câmara Legislativa registrou mais de 75 mil incritos no último concurso que ofertou 120 vagas. O cargo com maior procura foi o de técnico legislativo, com 21 mil inscritos, e o segundo foi para policial legislativo, com mais de 19 mil.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL