Concurso Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul DPE RS 2017

Concurso Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul DPE RS 2017

Concurso DPE RS 2017: Retifica edital e inscrições vão até dia 11

Elo logo mini

Concurso DPE RS 2017 edital é retificado e inscrições seguem abertas até o dia 11 de agosto para preencher cargos de nível médio e superior



[ATUALIZADA 26/07] A organizadora Fundação Carlos Chagas (FCC) Concurso DPE RS 2017 publicou uma nova retificação do edital para inscrições seguirem abertas até o dia 11 de agosto. Os interessados devem se inscrever no site - www.concursosfcc.com.br - mediante pagamento que varia entre R$182,41 e R$80,00.

O certame oferta 107 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva nas carreiras de técnico e analista que exigem nível médio e superior, respectivamente. Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva para todos os cargos, além de discursiva para as carreiras de analista e prova de capacidade física para técnico na área de segurança.

As provas objetivas serão aplivadas no dia 17 de setembro no período da manhã para os cargos de técnico e no período da tarde para analistas, nas cidades de Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santo Ângelo e Santa Maria.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 17/07] A banca organizadora Fundação Carlos Chagas (FCC) recebe inscrições Concurso DPE RS 2017 até o dia 11 de agosto, pelo site - www.concursosfcc.com.br - mediante pagamento que varia de R$80,00 e R$182,41. A oferta é de 107 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva nos cargos de técnico e analista, de nível médio e superior, respectivamente.

Do total de vagas, 38 são para analista judiciário nas áreas processual, contabilidade, administração, engenharia civil, engenharia elétrica, farmácia, psicologia, tecnologia da informação em infraestrutura e redes, tecnologia da informação em banco de dados, tecnologia da informação em desenvolvimento de sistemas e tecnologia da informação em segurança. Para cadastro reserva nessa carreira são ofertadas as áreas de economia, arquitetura, assistência social, biblioteconomia, arquivista e comunicação social.

Esses cargos citados acima exigem nível superior com especialização na área escolhida e possuem remuneração inicial de R$5.947,15, além de R$464,86 de verba indenizatória e R$799,00 de auxílio-alimentação. No final da carreira, os analistas recebem cerca de R$9.527,24.

As 69 vagas restantes são para o cargo de técnico nas áreas administrativa, edificação, informática, logística e segurança do trabalho, além de formar cadastro reserva na carreira de técnico em segurança. O cargo administrativo exige nível médio, o restante das carreiras exigem nível técnico na área escolhida. Esses cargos possuem remuneração de R$3.243,90, além de R$464,86 de gratificação e R$799,00 de auxílio-alimentação. No final da carreira, os técnicos recebem R$5.196,68.

A seleção contará com prova objetiva para todos os cargos, além de prova discursiva nos cargos de analista e prova de capacidade física para técnico na área de segurança. A objetiva será composta por 60 questões e será aplicada no dia 17 de setembro no período da manhã para técnicos e a tarde para analistas, nas cidades de Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santo Ângelo e Santa Maria.

De acordo com a publicação do Diário Oficial do dia 4 de julho, a avaliação de títulos não será realizada, porque o órgão necessita que o resultado do concurso seja homologado até o fim de 2017 para conter o déficit de servidores no órgão.

O certame terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez, de acord com necessidade da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 13/07] O edital Concurso DPE RS 2017 foi divulgado pela Fundação Carlos Chagas (FCC) para ofertar 107 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva nos cargos de técnico e analista judiciário. Do total de vagas, 16% são reservadas para candidatos negros, 10% para deficientes e 0,3% para indígenas.

Os cargos de nível médio e técnico totalizam 57 vagas na carreira de técnico nas áreas administrativa, apoio especializado em edificação, informática, logística e segurança do trabalho, além de formar cadastro reserva na área de segurança. A remuneração inicial é de R$3.243,90 mais auxílio alimentação de R$799,00.

Os de nível superior totalizam 23 vagas no cargo de analista nas áreas processual, contabilidade, administração, engenharia civil, engenharia elétrica, farmácia, psicologia, tecnologia da informação, banco de dados, desenvolvimento de sistemas e segurança da informação. Além de formar cadastro reserva em economia, arquitetura, assistência social, biblioteconomia, arquivista e comunicação social. Os cargos possuem remuneração de R$5.947,15 mais auxílio alimentação de R$799,00.

Os interessados devem se inscrever pelo site do FCC - www.concursosfcc.com.br - entre os dias 17 de julho a 11 de agosto, mediante pagamento que varia entre R$80,00 e R$182,41. Os candidatos que comprovem deficiência ou renda mensal de até um salário mínimo e meio e estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadúnico) estão isentos da taxa de participação.

CONFIRA EDITAL CONCURSO DPE RS 2017

A seleção contará com prova objetiva para todos os cargos, além de prova discursiva para as carreiras de analista e prova de capacidade física para técnico com especialidade em segurança. As objetivas e discursivas serão realizadas no dia 17 de setembro nas cidades de Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santo Ângelo e Santa Maria.

O resultado da prova objetiva ocorrerá no dia 7 de novembro. A prova de capacidade física para o cargo de técnico com especialidade em segurança ocorrerá no dia 19 de novembro em Porto Alegre. O resultado final do certame será divulgado no dia 15 de dezembro.

A validade do concurso será de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez, de acordo com necessidade do órgão.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 11/07] O edital Concurso DPE RS 2017 será divulgado nos próximos dias pela banca organizadora Fundação Carlos Chagas (FCC) para ofertar vagas nos cargos de técnico e analista, que exigem nível médio e superior, respectivamente. As áreas que serão contempladas precisam ser confirmadas, mas devem contemplar as mesmas do último certame do órgão.

O último concurso foi realizado pela FCC em 2012 e ofertou vagas nos cargos de analista e técnicos. As ofertas para o cargo de analista foram nas áreas de contabilidade, economia, administração, arquitetura, engenharia civil, engenharia elétrica, informática, clínica médica, cargiologia, oftalmologia, psiquiatria, psicologia, enfermagem e comunicação social.

Para os técnicos foram ofertadas as áreas de apoio especializado em edificação, eletrotécnica, telecomunicações, segurança, transporte, informática e enfermagem. As remunerações de ambos os cargos variavam entre R$3,5 mil a R$6 mil por carga horária de trabalho de 40h semanais.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 30/06] De acordo com publicação no Diário Oficial de Justiça Eletrônico, a Defensoria Pública do Rio Grande do Sul (DPE RS) contratou a Fundação Carlos Chagas (FCC) como banca organizadora Concurso DPE RS 2017 que ofertará vagas nos cargos de técnico e analista. As carreiras precisam ser confirmadas pelo órgão, assim como as áreas que serão contempladas.

O regulamento do novo concurso para provimento dos cargos do quadro de pessoal dos serviços auxiliares foi aprovado no dia 27 de janeiro de 2017 no Conselho Superior.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 02/06] De acordo com as portarias publicadas no Diário Oficial da União, um grupo de defensores está em São Paulo para contratar a banca organizadora Concurso DPE RS 2017 e a mais cotada é a Fundação Carlos Chagas (FCC). O edital será divulgado nos próximos meses para ofertar nos cargos de técnico e analista, assim que a banca for contratada.

O Conselho Superior do órgão aprovou em janeiro deste ano o regulamento do concurso para prover cargos no quadro de pessoal dos serviços auxiliares, nas carreiras de técnico e analista. Em fevereiro foi formada comissão interna para coordenar o concurso, formada por 6 defensores públicos e um secretário-executivo.

O número total de vagas a serem ofertadas ainda não foram definidas, nem as especialidades que serão contempladas no edital, mas sabe-se que atualmente o órgão possui déficit de 50 vagas para analistas e mais de 200 para técnicos.

Para concorrer ao cargo de técnico é exigido nível médio ou curso técnico equivalente à especialidade do cargo. O salário é fixado em R$3.243,90, além de R$464,86 de gratificação. Após progressão na carreira, o técnico alcança remuneração de R$5.196,68.

O cargo de analista exige nível superior na especialidade da carreira e possui remuneração inicial de R$5.947,15, além de R$464,86 de verba indenizatória. No último padrão de vencimento, o analista recebe R$9.527,24.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 03/03] De acordo com informação da assessoria de comunicação da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul o edital Concurso DPE RS 2017 será publicado entre maio e junho para ofertar vagas de nível médio e superior para os cargos de técnicos e analistas, respectivamente. A comissão interna já está definida e o próximo passo para que o edital seja divulgado é a escolha da banca organizadora e o estudo do quantitativo de vagas e as áreas que serão contempladas no novo concurso.

No último dia 24 de fevereiro, o Defensor-Geral, Cristiano Vieira, divulgou no Diário Eletrônico do órgão a Portaria Nº105/2017 que define a comissão interna que coordenará certame, que é constituída por 6 Defensores Públicos Titulares, 3 Defensores Públicos Suplentes, e de 1 secretário-executivo.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


De adordo com a assessoria de imprensa da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE RS), edital Concurso DPE RS 2017 será publicado no primeiro semestre para prover cargos no quadro de pessoal dos serviços auxiliares da Defensoria, para carreiras de técnico e analista, de nível médio e superior. Ainda não há definições para o número total de vagas que serão ofertadas, mas comissão interna que organizará certame, será formada por seis mesmbros indicados pelo defensor público-feral do Estado e de 1 secretário-executivo.

Para concorrer ao cargo de técnico é preciso ter ensino médio completo ou curso técnico equivalente à especialidade pretendida. O salário inicial do cargo é de R$3.243,90, mais R$464,86 de gratificação. Após progressão na carreira, a remuneração alcança R$5.196,68. Para concorrer ao cargo de analista é preciso ter nível superior na área específica da especialidade pretendida. A remuneração inicial é de R$5.947,15, mais R$464,86 de verba indenizatória e no último padrão de vencimentos o servidor recebe R$9.527,24.

O último concurso da Defensoria foi realizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC) no final de 2012 e início de 2013. A oferta era de 398 vagas e mais de 65 mil candidatos inscritos. Do total de vagas, 150 era de nível superior em diversas áreas, com ganho de R$5.500,00. Já os de nível médio foram 248 vagas para o cargo de técnico em diversas áreas.

Os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva para todos os cargos, além de prova de redação, estudo de caso, avaliação física e avaliação de títulos para algumas funções. A objetiva contava com 60 questões, divididas em língua portuguesa, raciocínio lógico, legislação e conhecimentos específicos.

As avaliações ocorreram nas cidades de Porto Alegre, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo. A validade da seleção foi de um ano, mas foi prorrogada por igual período, e mais de 1.000 aprovados tomaram posse nos cargos, sendo 580 apenas no cargo de técnico em área administrativa e 409 analistas da área processual.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL