MPOG poderá autorizar novos concursos

Elo logo mini



curso para concursos

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão anunciou na última terça-feira, 17 de novembro, que “se houver, no futuro, uma situação de grande necessidade ou emergência, o governo federal considerará autorizações pontuais para realização de concursos públicos." PRF, ABIN e MTE estão na lista e têm atenção especial

A informação da possibilidade de concursos emergenciais foi apresentada em resposta a nota divulgada pela Agencia Câmara, segundo a qual a versão do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, aprovada na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, prevê que poderão ser empossados candidatos de seleções realizadas em 2016 para substituir terceirizados, candidatos das Forças Armadas aprovados em concursos promovidos em 2015, com vagas previstas na lei orçamentária atual e ainda não preenchidas, e candidatos classificados a cargos pagos pelo Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF), ou seja, das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e os postos das áreas de Saúde e Educação da capital federal.

Dos órgãos que mais apresentam déficit de pessoal, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério do Trabalho necessitam repor pessoal urgentemente. Conforme o Diretor Jurídico da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Jesus Caamaño, o departamento poderá perder cerca de 4 mil policiais em razão de aposentadoria dentro de dois anos, o equivalente a 40% do seu efetivo atual.

Os processos de solicitações para autorização de novos concursos públicos continuam em tramitação no Ministério do Planejamento, ainda sem prazo para definição.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL