Concurso Polícia Civil MS 2017: Saiu Edital, inscrições até 24/07 e Provas em 17/09

Elo logo mini

Concurso Polícia Civil MS 2017 reabre inscrições até segunda, 24 de julho, para preencher 210 vagas nos cargos de delegado, escrivão e agente



[ATUALIZADA 19/07] O Concurso Polícia Civil MS 2017 reabriu o prazo de inscrições até o dia 24 de julho, que deve ser realizado pelo site da organizadora Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) - www.fapems.org.br - mediante pagamento de R$197,28. A medida foi aprovada pelo Juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande na última terça-feira, 18 de julho.

A ação proposta pelo Ministério Público Federal também solicita a gratuidade para candidatos que moram em outros estados, modificação da limitação da faixa etária aos 45 anos e estabeleu critérios para análise nos exames físicos.

De acordo com a Fapems, o certame conta com mais de 65 mil candidatos inscritos para concorrer à oferta de 210 vagas imediatas na corporação, sendo 100 para escrivães, 80 para agentes e 30 para delegados.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 10/07] As inscrições Concurso Polícia Civil MS 2017 encerram as 17h desta segunda-feira, 10 de julho, que devem ser realizadas pelo site da Fapems - www.fapems.org.br - mediante pagamento de R$197,28. O certame visa preencher 210 vagas nos cargos de delegado, escrivão e investigador, sendo reservadas 42 para negros, 6 para indígenas e 11 para portadores de deficiência.

Para concorrer aos cargos de escrivão e investigador é exigido nível superior em qualquer área, para a carreira de delegado é exigido formação em direito, idade entre 21 a 45 anos, além de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria mínima "B". O salário iniciais são de R$3.888,26 para as duas primeiras carreiras e para delegado é de R$14.978,26, por jornada de trabalho de 40h semanais.

A seleção contará com nove etapas, sendo compostas por prova escrita objetiva, prova escrita discursiva, avaliação médico-odontológica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, prova de títulos, investigação social, prova oral e curso de formação policial. Os concorrentes ao cargo de escrivão contará também com prova prática de digitação.

A prova objetiva será realizada no dia 20 de agosto para Delegado em Campo Grande/MS e no dia 17 de setembro para as demais funções, em Campo Grande, Dourados e Paranaíba. As questões versarão sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direitos Humanos, Direito Civil, Legislação Institucional e Medicina Legal e Criminologia, variando de acordo com o cargo disputado.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 06/07] As inscrições Concurso Polícia Civil MS 2017 seguem abertas até 17h da próxima segunda-feira, 10 de julho, que devem ser realizadas no site da organizadora Fapems - http://www.fapems.org.br/site/concurso-policia-civil-ms-2017/ - mediante pagamento de R$197,28. O certame oferta 210 vagas imediatas, sendo 100 para escrivães, 80 para agentes e 30 para delegados.

Para concorrer, os candidatos devem possuir nível superior em qualquer área, exceto para a função de delegado que exige formação em direito; ter nacionalidade brasileira ou portuguesa; ter entre 21 a 45 anos completos na data de encerramento das inscrições; e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida na categoria "B".

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 08/06] O edital Concurso Polícia Civil MS 2017 foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira, 8 de junho, para ofertar 210 vagas imediatas, além das oportunidades que podem surgir durante a validade do certame. Do total de vagas, 100 são para escrivães, 80 para agentes e 30 para delegados, sendo reservadas para negros, índios e portadores de deficiência.

Para concorrer aos cargos o candidato precisa ter entre 21 a 45 anos até a data do encerramento das inscrições, 10 de julho; ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria "B"; além de possuir nível superior em qualquer área, exceto no cargo de delegado que exige graduação em direito.

As inscrições estão abertas até 17h do dia 10 de julho, através do site da banca organizadora, Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) - http://www.fapems.org.br/site/concurso-policia-civil-ms-2017/ - mediante pagamento de R$197,28, que deve ser pago até o dia 10 de julho.

A seleção contará com prova escrita objetiva, avaliação médico-odontológica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, prova de títulos e investigação social. Para o cargo de delegado será cobrado também a prova escrita discursiva e prova oral. No cargo de agente, o candidato também será avaliado por prova prática de digitação. Por fim, todos os cargos passarão por curso de formação profissional.

CONFIRA EDITAL CONCURSO POLÍCIA CIVIL 2017

A prova objetiva será realizada em Campo Grande/MS, no dia 20 de agosto para o cargo de delegado, e as demais funções serão aplicadas no dia 17 de setembro. Os horários e locais vão ser divulgados pela organizadora em data oportuna. Os aprovados contarão com remuneração inicial de R$3.888,26 para agente de polícia judiciária e R$14.978,26 para delegado, com regime de trabalho de 40h semanais.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]





[ATUALIZADA 29/05] O secretário estadual de Segurança Pública, José Carlos Barbosa informou na última sexta-feira, 27 de maio, que o governo do estado vai voltar a investir na contratação e qualificação do pessoal na área de segurança pública. De acordo com Barbosa, o edital Concurso Polícia Civil MS 2017 será divulgado em junho pela Fapems para ofertar 210 vagas, sendo 100 para escrivães, 80 para agentes e 30 para delegados.

Nos primeiros dez dias do mês de junho será publicado edital para realização do Concurso Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil para suprir a carência de pessoal na área de segurança em Mato Grosso do Sul. A expectativa é zerar a fila de promoções na área de segurança pública até o ano de 2018.

O secretário também afirmou que até o dia 31 deste mês serão convocados 120 agentes na Agência Estadual do Sistema Penitenciário do MS e outros 90 serão convocados para ingressar em três novos presídios que serão construídos em Campo Grande, Ivinhema e Caarapó. 

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 23/05] A publicação no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul desta terça-feira, 23 de maio, oficializa a contratação da Fapems para organizar Concurso Polícia Civil MS 2017 e torna a divulgação do edital iminente. Segundo informado pelo executivo da corporação, o edital está pronto para ser publicado nos próximos dias e ofertará 210 vagas, sendo 100 para investigador, 80 para escrivão e 30 para delegado.

A banca organizadora escolhida, a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems), também está encarregada de organizar o certame de Agente Penitenciário do estado.

As funções de escrivão e investigador exigem nível superior em qualquer área, além de ser exigido ao cargo de investigador a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria "B", "C" ou "D". Ambas possuem remuneração de R$3.668,17. Para o cargo de delegado é exigido nível superior em direito e conta com remuneração inicial de R$14.229,49.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 15/05] O governo contratou a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) para organizar Concurso para a Polícia Civil MS 2017 que ofertará 210 vagas no scargos de delegado escrivão e investigador. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial do Estado, o convênio da banca contratada é de R$3,1 milhões.

Para concorrer aos cargos de investigador e escrivão é exigido nível superior em qualquer área, além de ser obrigatório para os investigadores Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria "B", "C" ou "D". Ambas as funções possuem remuneração de R$3.668,17. O cargo de delegado exige bacharelado em direito e conta com salário inicial de R$14.229,49.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 11/04] O governo de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, anunciou abertura de 210 vagas Concurso PC MS 2017 na última segunda-feira, 10 de abril. Do total de vagas, 100 serão para investigador, 80 para escrivão e 30 para delegado. De acordo com o documento assinado pelo governador e o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Giancarlo Miranda, ainda não há data para a publicação do edital que deve ser divulgado pela Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD).

Para concorrer aos cargos de investigador e escrivão é exigido nível superior em qualquer área de formação. É obrigatório na carreira de investigador possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria "B", "C" ou "D". Ambas as funções possuem remuneração de R$3.668,17. O cargo de delegado exige bacharelado em direito e possui remuneração inicial de R$14.229,49.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 23/01] Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o edital Concurso PC MS 2017 está pronto pela Secretaria de Estado de Administração (SAD). A assessoria de imprensa do SAD informou que desde o dia 4 de janeiro o material aguarda despacho e autorização do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para ser divulgado.

Das 300 vagas que vão ser ofertadas, 150 serão para escrivães, 100 para investigadores e 50 para delegado, com salários que variam entre R$3.800,00 para os primeiros cargos e quase R$14.000,00 para delegados.

De acordo com publicação do Diário Oficial no dia 22 de janeiro, o governo sancionou a Lei Nº 4.940, que determina a obrigatoriedade de filmagem de todos os exercícios físicos em relação ao Exame de Capacidade Física (ECAFI).

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 24/11] Nesta quarta-feira, 23 de novembro, foi ministrada aula inaugural para o curso de formação de 438 agentes penitenciários, pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, que anunciou abertura do novo concurso. Segundo ele, serão oferecidas ainda este ano, o total de 300 vagas, sendo 50 para delegado, 150 para escrivães e 100 para investigadores.

O secretário prevê a publicação do edital e a abertura das inscrições até o mês de dezembro, além de mencionar que será estruturado no ano que vem, novas seleções para Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros no Mato Grosso do Sul. Barbosa afirma que está sendo investido na estrutura e no reaparelhamentos das forças, através do "Programa MS Mais Seguro", e a expectativa é de que mais de 1,2 mil novos servidores sejam incorporados nesses órgãos.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 09/11] Neta terça-feira, 8 de novembro, foi aprovado projeto de lei complementar (PLC) na Assembleia Legislativa que acrescentou nova etapa com curso de 600 horas na Academia de Polícia Civil, de caráter eliminatório. Além de o governo do Estado economizar, já que os candidatos em treinamento vão receber bolsa e não salário incorporado da corporação.

Sendo assim, a remuneração inicial do Policial Civil em Mato Grosso do Sul é de R$3.031,80, com jornada de trabalho de 40h semanais e o valor do subsídio não consta no projeto de lei complementar 021/2016, mas que será fixado posteriormente. Se o aprovado for exonerado antes de concluir o estágio probatório, precisará devolver ao Estado o valor das despesas do curso de formação, sendo o total proporcional ao tempo mínimo em que permaneceu na carreira.

Com aprovação no plenário o documento foi enviado ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para ser sancionado ou não. Como a proposta veio do próprio executivo e não possui emendas, é provável que o Executivo possiga favorável ao projeto entrar em vigor.

O projeto também prevê alteração para que o concurso seja regionalizado, que a prova oral para vaga de delegado tenha nota mínima estabelecida em edital, o administrativo poderá penalizar parcela dos descontos salaiais (o teto a ser respeitado é de um terço dos subsídios), ampliação nas vagas para primeira até terceira classe especial, além de alterar os processos administrativos na Corregedoria-Geral da Polícia Civil.

O Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol) criticou a mudança e tentou mudar o texto final a partir de duas emendas do deputado Pedro Kemp (PT), mas as propostas não avançaram. A Sinpol tentou aprovação e apoio ao projeto se o governo os compensasse com o fim da custódia de presos e melhorias nas condições de trabalho para os cargos de investigador e escrivão.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 14/10] Na última quinta-feira, 13 de outubro foi lido durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei Complementar 021/16 que altera a legislação da organização institucional da Polícia Civil para ingresso dos cargos de forma regionalizada. O certame ainda está em fase da escolha da banca organizadora para publicar edital que ofertará oportunidades para as carreiras de Delegado e de Agente, nas funções de Escrivão e de Investigador.

A proposta prevê que a Academia de Polícia planeje, programe e ministre o Curso de Formação como fase do concurso de provas e titulos, assim como fase escrita e oral, além de prever criação de cargos comissionados. A mudança na proposta trará economia ao Estado, porque o candidato terá auxílio por meio de uma bolsa e não mais com o subsídio inicial de carreira.


[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 05/10] Autorizado e ratificado o novo concurso deve publicar edital nos próximos dias, segundo declaração do governador Reinaldo Azambuja. O certame ofertará vagas nos cargos de Delegado de Polícia e de Agente de Polícia Judiciária, nas funções de Escrivão de Polícia Judiciária e de Investigador de Polícia Judiciária.

A comissão interna responsável pelo concurso foi designada junto com a publicação da autorização no Diário Oficial e está selecionando organizadora que será responsável pelo concurso. Segundo o documento, a seleção vai ser composta por provas objetivas e provas de títulos.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 15/08] Em entrevista a um programa de rádio em Três Lagoas, O Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, informou que o edital sairá nos próximos dias. O concurso já está autorizado e falta apenas a publicação do edital que contará com cargos para escrivão, investigador e delegado.

[ATUALIZADA 03/05]  O certame para a Polícia Civil do estado que já foi autorizado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em janeiro, agora entra em uma nova etapa. O secretário de Justiça e Segurança Pública do estado de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, afirmou que o  processo para preenchimento dos cargos de delegado de polícia e agente de polícia judiciária – escrivães e investigador deve dar continuidade este mês.
 
“Esperamos definir até a próxima semana esses detalhes para podermos dar seguimento ao processo e lançar o edital. Queremos fazer tudo de forma célere possível, mas com responsabilidade”, comentou o secretário. Com isso aguardamos o Edital para o fim deste mês de Maio.


[ATUALIZADA 15/08] Em entrevista a um programa de rádio em Três Lagoas, O Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, informou que o eidtal sairá nos próximos dias. O concurso já está autorizado e falta apenas a publicação do edital que contará com cargos para escrivão, investigador e delegado.

[ATUALIZADA 03/03]  Após a autorização pelo Governador do Estado, o edital para o Concurso da Polícia Civil de MS 2016 está próximo de entrar em vigor.

Veja também o Intensivo para Polícia Civil MS 2016
 

Apesar de a autorização do Concurso de 2016 não deixar claro, a seleção será para os cargos de delegado, investigador e escrivão de polícia judiciária. No último Concurso, o edital para 256 vagas foi aberto em Agosto de 2013 e o resultado final foi em Dezembro de 2014.  Veja os principais requisitos do Concurso da Polícia Civil - MS de 2013, e que devem se repetir em 2016:

Prova de 2013:
Escrivão e investigador: a prova objetiva foi composta de 80 questões, com 20 questões de noções de direito, 25 questões de língua portuguesa,  10 questões de noções de informática e 25 questões de conhecimentos específicos.     

Requisitos básicos para provimento no cargo de 2013:
a) ter nacionalidade brasileira; b) ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos completos e, no máximo, 45 (quarenta e cinco) anos completos na data de encerramento das inscrições; c) comprovar a escolaridade correspondente à habilitação exigida para o exercício do cargo ou função na área de conhecimento estabelecido neste Edital; d) estar em pleno gozo dos direitos políticos; e) estar quite com as obrigações militares e eleitorais; f) ter boa conduta na vida pública e privada, não ter registro de antecedentes criminais ou condenações criminais definitivas;
g) possuir boa saúde e aptidão física e mental, avaliada por inspeção médica oficial; h) possuir habilitação para conduzir veículos, comprovada pela Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria “B” (valendo, para tanto, a provisória); i) possuir qualificação e aptidão específica para o desempenho das atribuições, con-forme estabelecido na Lei Complementar n. 114, de 19 de dezembro de 2005.

Fases para admissão nos cargos de 2013:
a) 1ª Fase - Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; b) 2ª Fase - Prova de Títulos, de caráter classificatório; c) 3ª Fase - Avaliação Psicológica (Exame Psicotécnico), de caráter eliminatório; d) 4ª Fase - Avaliação Médico-Odontológica, de caráter eliminatório;
e) 5ª Fase - Prova de Aptidão Física, de caráter eliminatório; f) 6ª Fase - Investigação Social, de caráter eliminatório; g) 7ª Fase - Curso de Formação Policial, de caráter eliminatório e classificatório.

 [FIM DA ATUALIZAÇÃO]

[ATUALIZADA 14/01] Nesta quarta-feira, 13 de janeiro, foi publicado no Diário Oficial do Estado a autorização do governo de Mato Grosso do Sul para realização do Concurso para cargos de Delegado de Polícia e Agente de Polícia Judiciária.

Na publicação, o Executivo Estadual afirma que o edital, que ainda será divulgado, informará as fases do certame, bem como requisitos para aprovação, modalidades das provas, seus conteúdos e forma de avaliação e o número de vagas que serão oferecidas.

As vagas, de acordo com o Decreto nº 14.373, fazem parte do quadro de pessoal da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública). Serão preenchidas as funções de escrivão de polícia judiciária e de investigador de polícia judiciária.

Caberá à Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização, com a Sejusp, a realização do concurso, que estabelecerá normas e procedimentos para o recrutamento e seleção dos candidatos

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

A solicitação para o próximo concurso para a Polícia Civil e Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen), foi aceita pelo governador do estado, Reinaldo Azambuja.

De acordo com o secretário de Administração, Carlos Alberto de Assis, a solicitação foi feita pelos responsáveis da Agepen e Polícia Civil foi aceita pelo governador. O secretário ainda informou que mesmo com a solicitação feita, ainda não há nenhum encaminhamento oficial, mas é provável que o concurso saia no próximo semestre.

O último concurso foi realizado em 2013, onde a oferta foi de 230 vagas nos cargos de Segurança e Custódia, de Administração e Finanças e de Assistência e Perícia para Agepen.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL