Concurso TRT 5 Bahia 2017: Define comissão interna

Elo logo mini

Concurso TRT 5 Bahia 2017 define comissão interna que coordenará seleção de nível médio e superior deste ano, confira!


 


[ATUALIZADA 05/05] O Ato de nº 148 publicado pelo Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT BA) no último dia 4 de maio informa que a desembargadora presidente, Maria Adna Aguiar, designa comissão interna para coordenar novo Concurso TRT 5 Bahia 2017, já que o encerramento do último certame está próximo. Segundo o documento, em 40 dias a comissão deve apresentar para presidência o projeto básico para contratar a banca organizadora da seleção.

O edital deve ofertar diversas vagas em áreas de nível médio e superior, com iniciais de carreiras podendo alcançar R$14 mil com os benefícios previstos no órgão. A remuneração inicial de analista e demais especialildades de nível superior chegam a R$ 11.921,00 e para técnicos de R$7.893,00. Os oficiais de justiça ganham gratificação de R$1.500,00, remuneração que chega a quase R$14 mil.

Todos os valores estão de acordo com a Lei 13.317 sancionada em junho deste ano pelo governo que determina os reajustes nos salários-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). Em 2019 os valores chegarão a R$11.398 e R$18.701.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 28/07/2016] Desde o final de junho, o projeto de lei 190/2015 continua em análise no Senado Federal que oferta 49 vagas para Concurso TRT 5 BA 2016 no cargo de analista judiciário, de nível superior, na especialidade de tecnologia da informação. Depois de aprovado no plenário o documento será sancionado pelo Presidente e ainda precisa entrar na ordem do dia do Senado Federal.

A criação das vagas é para substituir profissionais terceirizados, que de acordo com a norma, o mínimo necesário é de 120 servidores no setor, quando a quantidade de usuários estiver entre 3.000 e 5.000. Atualmente o órgão conta com 71 efetivos para atender 2.672 usuários, o que representa a necessidade da realização do concurso.

A remuneração inicial da carreira de nível superior corresponde a R$8.803,97.


[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

Projeto de Lei (7907/14) aprovado pela Câmara dos Deputados cria 49 novos cargos de Analista Judiciário - especialidade de Tecnologia da Informação no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, Bahia. 

O objetivo é adequar a estrutura funcional do TRT a uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que prevê a substituição de profissionais terceirizados por servidores efetivos nas áreas de tecnologia da informação consideradas estratégicas e determina os quantitativos mínimos de profissionais de que cada tribunal deve dispor, de acordo com as informações divulgadas pela Câmara dos Deputados.

A norma aborda que a lotação mínima necessária para compor o quadro de pessoal do setor responsável pela gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é de 120 servidores quando a quantidade de usuários de serviços dessa área estiver compreendida entre 3.001 e 5.000 usuários.

Atualmente, o TRT da 5ª Região está com carência de 49 servidores efetivos, por isso a aprovação da proposta, pois o órgão soma 71 servidores efetivos para atender um público de 2.672 usuários.

A proposta segue agora para análise na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL