Concursos Públicos: Por onde começo meus estudos? Nós temos a resposta!

Elo logo mini

Chegou a hora de estudar! Agora é hora de sentar na cadeira e cair de cara nos livros, certo? Errado. Como você sabe, a concorrência é bem grande nos principais concursos públicos, então você precisa mais do que simplesmente estudar muito. Você precisa estudar certo.

Como nos outros artigos, aconselho você pegar uma caneta ou criar uma nota no seu celular e escrever os principais pontos que irei te ensinar. Lembre-se que o que te ensino aqui pode te adiantar anos de estudos. Vamos lá?

O planejamento é fundamental

Para passar em quaisquer concursos públicos você precisa de duas coisas: estudar muito e planejar seu estudo. Se você fizer somente o primeiro, pode até conseguir ser aprovado, mas perderá muito tempo. Isso porque estudará coisas que não caem nos certames e deixará de revisar os conteúdos importantes. Saiba que muitos concurseiros iniciantes cometem nesse erro, por isso é importante planejar.

Há vários níveis de planejamento. O primeiro é saber exatamente o que costuma cair nos concursos públicos para os quais você está se preparando. Estude os editais e as provas anteriores. Para não perder tempo, você precisa saber exatamente o que deve estudar.

Faça também um planejamento diário, semanal e mensal e seja realista consigo mesmo. Se você está começando agora, dedique poucas horas do seu dia aos estudos e vá aumentando aos poucos. Saber exatamente o que e quando você vai estudar é ótimo. Com isso você percebe o avanço e sabe o quanto do conteúdo do concurso estará coberto até o dia da prova.

Exercícios, exercícios, exercícios.

Existe um ditado entre os concurseiros que diz “quem estuda é estudante, concurseiro faz prova” (Clique aqui para tweetar essa frase). Claro que você precisa de uma boa base teórica, que será conseguida através de bons cursos online ou presenciais, além de materiais de qualidade. Essa base tornará muito mais fácil seu estudo para concursos específicos.

Porém, são os exercícios que farão a diferença na sua aprovação. Aprenda uma coisa sobre as bancas examinadoras: os temas retornam. Se você fizer muitas questões de provas passadas, perceberá que algumas perguntas praticamente se repetem em diversos certames diferentes.  O mais importante é você saber como as bancas cobram determinada matéria, o que poupa tempo e torna seu estudo mais eficiente.

Sempre haverão questões totalmente inéditas, com matérias que pouca gente estudou. Mas nessas o erro tem menor impacto pois muitos irão errar também. O que os concurseiros não erram são aquelas perguntas com temas que já caíram várias vezes nas provas da banca do concurso para o qual você está estudando.

Não deixe de revisar

A maioria das matérias de concurso são relativamente fáceis de aprender. Poucos são os certames que cobram matérias realmente complexas, que necessitem de aprendizado aprofundado e que têm difícil entendimento. A maior dificuldade dos concursos é o volume de conteúdo. Resumindo... é muita coisa!

Um erro muito comum que você NÃO pode cometer, é o de achar que, por já ter aprendido a matéria de modo relativamente tranquilo, não precisar voltar a ela. Leia com atenção: você vai esquecer a maior parte do conteúdo se não revisá-lo sistematicamente (Clique aqui para tweetar essa frase). O cérebro é bastante seletivo e, caso você não revise as matérias que estudou, ele entende que você não precisará mais daquele conteúdo. É o famoso branco, aquela sensação de “eu lembro de ter estudado isso, mas não sei a resposta”.

A melhor solução é o que chamamos de repetição espaçada. Existem várias formas de fazê-la. O mais usado por concurseiros é o método de revisões de 24 horas, 1 semana, 1 mês e 3 meses depois de aprender cada matéria. Entenda, essas revisões não precisam ser longas, podem durar menos de 5 minutos.

O método pode ser a leitura de partes grifadas do texto, um resumo da aula que você fez em seu caderno ou mesmo a realização de exercícios específicos da matéria estudada. Se você perceber que se lembra da matéria inteira, pule para outra; se não lembrar, estude novamente. O importante é estar sempre revisando as matérias que estudou e não permitir que seu cérebro as esqueça.


Se você não anotou nada até aqui, faça agora! Separei abaixo os pontos essenciais que você deve aprender desse artigo para chegar mais perto da aprovação:

1) Planejamento - planeje para não estudar coisas além do cobrado;
2) Saiba o que cai na prova;
3) Planeje seu dia, semana e mês. E siga a risca!
4) Faça muitos exercícios. Lembre-se que as questões sempre retornam;
4) Tenha um plano re revisão;
5) NÃO cometa o erro comum de quem estuda, então lembre-se: você vai esquecer a maior parte do conteúdo se não revisá-lo sistematicamente;
6) O cérebro é seletivo, se você naão revisar as matérias que estudou, ele entende que você não precisará mais daquele conteúdo. É o famoso branco;
7) Comece a fazer a repetição espaçada, faça sempre as revisões de 24 horas, 1 semana, 1 mês e 3 meses. Elas não precisam ser longas e podem ser feitas com exercícios.

Seguindo a risca esses 7 pontos você conseguirá dobrar o seu desenpenho nos estudos. Somente ler não vai mudar nada, coloque-os em prática!

 

Fonte: Elo Concursos

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL