Concurso IBAMA 2017: Enviará pedido até maio

Elo logo mini

Concurso IBAMA 2017 enviará pedido ao Ministério do Planejamento até maio para ofertar 1.529 vagas de nível médio e superior, confira!

Curso para Concurso Ibama


[ATUALIZADA 16/03] O pedido Concurso IBAMA 2017 será entregue ao Ministério do Planejamento até o dia 31 de maio, com oferta prevista de 1.529 vagas de nível médio superior. Do total de vagas, 680 são para cargos de analista administrativo e analista ambiental e as demais 849 vagas terão posse escalonada ao longo dos próximos três anos para todos os cargos, inclundo o cargo de técnico administrativo.

De acordo com o Diretor de Planejamento, Administração e Logística do Ibama, Luiz Antônio Correia, o pedido está sendo elaborado na atual carência do órgão e nas aposentadorias previstas nos próximos anos que devem chegar a 25%. Segundo ele, a situação em todos os estados do país estão complicadas.

Os últimos concursos realizados pelo órgão foram em 2012, 2013 e 2014 para os cargos de técnico administrativo, analista ambiental e analista administrativo. As seleções contaram com provas objetivas e discursivas para todos os candidatos.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 05/08] Ainda está sendo analisado pelo MPOG o pedido de Concurso IBAMA 2016 que deve ficar somente para 2017. A solicitação é de 500 vagas para Analista Ambiental e Técnico Administrativo, que requer exigência de nível superior e médio, respectivamente. De acordo com informações do Protocolo Integrado do Governo Federal, a última movimentação do pedido foi feita em outubro de 2015.

O último concurso para técnico teve validade prorrogada até dia 16 de dezembro de 2016. O cargo tem salário base de R$2.006,72, não incluso gratificação de base de R$1.560,00 e demais benefícios. Já para o cargo de analista,sua validade não foi prorrogada. Houve um pedido no Ministério do Planejamento para que tivessem vagas adicionais, sendo 50% do inicial e o pedifo foi deferido. O salário inicial é de R$8.699,65, já incluso gratificação por desempenho e gratificação de qualificação.

A última seleção foi realizada em 2012 para Analista Ambiental e em 2013 para Analista Administrativo. O primeiro já teve prazo de validade expirado, e o segundo segue com prazo aberto até 15 de outubro de 2017. Para Analista Ambiental foram ofertadas 108 vagas para serem lotadas nos estados do DF e Rio de Janeiro. Mais de 16 mil candidatos foram inscritos. O certame que exigia nível superior, foi realizado pelo Cespe/UnB.

Já o concurso em 2013 para Analista Administrativo ofertou 61 vagas, de nível superior, com salários de R$6.134,15, já inclusos benefícios. O Cespe/UnB também foi o responsável por este concurso. Os candidatos foram selecionados por meio de provas objetivas de 120 questões de conhecimentos básicos e específicos. Além de provas discursivas.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 11/07] Na última quinta-feira, 7 de julho, os pedidos enviados para o Ministério do Planejamento para Concurso Ministério do Meio Ambiente 2016 foram devolvidos. A Assessoria de Comunicação informou que a ação remete a suspensão das autorizações dos Concursos Públicos para 2016 e 2017.

O quadro de pessoal atual não consegue suprir as demandas por causa do défict no número de trabalhadores. O presidente da associação informou, desde que o pedido tramitava no MPOG, que os acordos internacionais de sustentabilidade estariam ameaçados, caso a reposição não fosse feita.

As quatro instituições que constavam no pedido eram: Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), O Instituto Chico Mendes (ICMBio) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Foram soliitadas 140 vagas para o MMA, sendo 11 para carreira de agente administrativo, cargo de nível médio, e 29 de analista ambiental, de nível superior. Com remunerações de R$3.712,72 e R$7.760,45, respectivamente - já incluso auxílio-alimentação. A lotação seria na única sede do Ministério, em Brasília, sendo no regime estatutário de contratação.

Para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), foram solicitadas 52 vagas, sendo 12 para pesquisador, de nível superior com mestrado; 17 para tecnologista de nível superior; cinco de técnico, de nível médio/técnico; nove para analista em Ciência e Tecnologia, de nível superior; e nove para assistente de pesquisa, de nível médio. Os salários variam de mais de R$3 mil a R$6.663,58 e já incluem o auxílio-alimentação. Os aprovados trabalhariam na cidade do Rio de Janeiro.

Para o Ibama foi solicitado 500 vagas para analista ambiental e 180 para analista administrativo, para repor 600 vagas abertas devido à aposentadorias e exonerações. Sendo a remuneração de R$7.675,45, com regime estatutário de contratação.

Agora a definição para vagas no ano de 2018 vai acontecer apenas quando o governo enviar o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2018 ao Congresso Nacional.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 02/06] Pedido foi reforçado no MPOG para realização de concurso que oferta 680 vagas, sendo 500 para analistas ambientais e 180 para analistas administrativos. Além de solicitar a convocação de 30 analistas aprovados no último concurso que ainda está em vigor, já que a lei permite, em caso de necessidade, a nomeação de até 50% além do total de vagas oferecidas no concurso.


[ATUALIZADA 25/05] O prazo para que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) envie o pedido de concurso ao MPOG é de uma semana. O pedido deve ser feito até o dia 31 desse mês, caso o instituto tenha interesse em fazer a seleção em 2017.


[ATUALIZADA 25/01] O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA pretende, em breve, reenviar o pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG de abertura de um novo concurso. A solicitação já havia sido feita, de 680 vagas, sendo 500 para Analista Ambiental e 180 para Analista Administrativo, cargos que exigem o ensino superior.

A Assessoria de Imprensa do Ibama, diz que o órgão tem interesse em aumentar seu efetivo nos cargos de analista ambiental, analista administrativo e também técnico administrativo, carreira a ser incluída no novo pedido. A solicitação precisa ser reenviada até 31 de maio deste ano, para que possa ser analisada e incluída na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

A solicitação foi feita ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para realização do concurso para cargo de Nível Superior. A proposta é de 500 vagas para Analista Ambiental e salário chega até R$8.062,65.

O documento do pedido de autorização do concurso enviado ao MPOG em maio deste ano está em análise no Setor de Infraestrutura do órgão. Com a prorrogação do prazo de validade do concurso anterior para mais 2 anos, feita pelo Presidente do órgão, não haverá concurso para o cargo de Técnico Administrativo. Os Técnicos aprovados anteriormente poderão ser nomeados até a data limite de 16 de dezembro de 2016. Já para o cargo de Analista Ambiental, não houve prorrogação, justamente pelo pedido do novo concurso.

Último Concurso:
Em 2012, o concurso ofertou 108 vagas para o cargo de Analista Ambiental, para lotação nos estados do Distrito Federal e Rio de Janeiro, nas áreas de Licenciamento Ambiental, Monitoramento, Regulação, Controle, Fiscalização e Auditoria Ambiental e Gestão, Proteção e Controle da Qualidade Ambiental. Foram inscritos mais de 16 mil candidatos.

A função exigiu graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no órgão de classe específico, se fosse necessário. O salário inicial previsto era de R$ 5.441,24, já inclusos a gratificação de desempenho de atividade de especialista ambiental (GDAEM) e o auxílio-alimentação. A jornada de trabalho era de 40 horas semanais.

O Cespe/UnB foi a banca organizadora do concurso. As provas objetivas tiveram 120 questões, sobre conhecimentos de Língua Portuguesa, Atualidades, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Legislação do Setor de Meio Ambiente e Conhecimentos Específicos. E houve também prova discursiva.

A ideia é que a Cespe/UnB seja escolhida novamente como banca organizadora para o próximo concurso.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL