concurso PF

concurso PF

Concurso PF: Como largar na frente antes das provas?

Elo logo mini


O concurso da Polícia Federal (PF) abriu as inscrições na última segunda-feira, dia 6 de outubro. Os candidatos que estão dispostos a serem aprovados no concurso PF, deverão intensificar os estudos nos próximos meses. No total serão 600 vagas para agente da PF com rendimentos iniciais de R$ 7.514,33, as provas objetivas devem ser aplicadas no dia 21 de dezembro.

- O concurso PF é um dos mais esperados do ano que vem, entre os concursos de nível superior. Por isso, a concorrência será grande, entretanto o tempo para que o candidato possa se preparar também é grande, visto que a data da prova foi marcada para o final de dezembro – explicou o professor Rodrigo Schluchting, diretor do Elo Concursos.

Rodrigo também destaca a necessidade dos concurseiros se familiarizarem com o estilo da banca organizadora, o Cespe/UnB:

- As provas da Cespe/UnB são objetivas, com opções de certo e errado, sendo que cada questão errada anula uma certa. Isso torna essa banca, uma das mais temidas entre os concurseiros. Uma estratégia recomendada é responder primeiramente, apenas as questões que você tiver absoluta certeza da resposta.

Paulo Estrella, diretor pedagógico, ressalta que quem já estava estudando para o concurso deve se atentar a algumas mudanças de conteúdos de noções de economia neste edital, que foram alterados em relação aos editais anteriores:

- Nesse edital eles retiraram os conteúdos de economia brasileira e macroeconomia para focarem na microeconomia. É preciso dar ênfase a essa disciplina e fazer muitos exercícios. É um concurso com uma grande concorrência, por isso os candidatos devem resolver as provas anteriores. O diferencial para a aprovação é conhecer bem a estrutura e os critérios da banca.

Para o professor, os candidatos não devem se sentir intimidados pela avaliação:

- É uma prova tensa e cansativa, porém os candidatos não podem deixar em branco as questões que estão em dúvida, com receio das erradas anularem as corretas.

Fábio Ramos professor de Direito Constitucional ressalta alguns tópicos recorrentes:

Um dos pontos prováveis no concurso será a parte da segurança pública. Outro assunto que o candidato deverá ter atenção redobrada é o do Poder Executivo no que tange as atribuições e responsabilidades do presidente da República, pois esse assunto é cobrado frequentemente nesse tipo de concurso.

Além disso, há outras cobranças frequentes:

— Finalmente, não devemos deixar de lado a parte dos direitos fundamentais, em especial os pontos que tratam de Nacionalidade e Direitos Políticos, sem contar com o artigo 5º da Lei maior que trata dos direitos e deveres individuais e coletivos, que já faz parte da rotina de estudos de todo concurseiro, principalmente nos pontos dos remédios constitucionais — conta Fábio.

João Lasmar, professor de Direito Administrativo, ressalta que o Cespe/UnB utiliza com frequência questões multidisciplinares:

A banca dá preferência ao entendimento, não ao decoreba. Eles gostam de ver se o candidato é capaz de entender a lei e, portanto, é uma prova extremamente interpretativa.

Ele ressalta que é preciso conciliar a preparação teórica com os exercícios físicos, para o exame de aptidão física:

Os candidatos precisam começar a se preparar para a prova física, essa etapa tem o índice de reprovação é muito alto. Se deixar para iniciar os treinamentos depois da prova, ele não vai conseguir se sair tão bem.

Estrutura da Prova


A prova será composta de questões de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Noções de Contabilidade, Noções de Economia, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional e Legislação Especial.

A prova terá no total 120 questões, e os candidatos deverão escolher entre as alternativas C (certo) ou E (errado). O candidato ganha um ponto a cada resposta correta, porém perde um ponto por cada questão que assinalar com a opção errada. Para continuar no processo seletivo é preciso conseguir, pelo menos, 48 pontos na prova objetiva.

intensivo para agente PF

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL