Concurso TJ SP 2017: Inscrições abertas!

Elo logo mini

Concurso do TJ SP 2017 abre inscrições para 206 vagas de nível superior nos cargos de assistente social e psicólogo, confira!



[ATUALIZADA 16/03] As inscrições estão abertas Concurso TJ SP 2017 e vão até o dia 25 de abril, através do site da banca organizadora Fundação Vunesp - www.vunesp.com.br/TJSP1601 - mediante pagamento de R$85,00. O certame oferta 206 vagas de nível superior, sendo 132 para assistente social judiciário e 74 para psicólogo judiciário, a serem distribuídas nas 10 regiões judiciárias do estado. Do total de vagas são reservadas 20% para candidatos negros e 5% para deficientes.

Os cargos possuem salário inicial de R$6.010,24, além de auxílio-alimentação e transporte por jornada semanal de 30 horas de trabalho. A seleção contará com prova objetiva de 100 questões, prevista para ser realizada no dia 11 de junho. Os candidatos aprovados nessa primeira etapa serão convocados para avaliação de títulos que tem previsão para ser feita no dia 10 de setembro.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 13/03] O Tribunal de Justiça de São Paulo publicou na última sexta-feira, 10 de março, editais Concurso TJ SP 2017 para prover 206 vagas de nível superior. Do total são 132 vagas para assistente social judiciário e outras 74 para psicólogo judiciário, a serem distribuídas em 10 regiões judiciárias do estado. Das oportunidades, 20% são reservadas para candidatos negros e 5% para pessoas com deficiência.

Os dois cargos possuem salário inicial de R$6.010,24, além de benefícios, por jornada de 30h semanais de trabalho. O concurso é organizado pela Fundação Vunesp e as inscrições estarão abertas no site - www.vunesp.com.br/TJSP1601 - entre os dias 15 de março a 25 de abril, mediante pagamento de R$85,00.

CONFIRA EDITAL CONCURSO TJ SP 2017 - ASSISTENTE

CONFIRA EDITAL CONCURSO TJ SP 2017 - PSICÓLOGO


A seleção contará com prova objetiva de 100 questões, prevista para ocorrer no dia 11 de junho. Os aprovados na primeira etapa serão convocados para avaliação de títulos no dia 10 de setembro.

O concurso terá validade de um ano, que pode ser prorrogado uma única vez, no mesmo período, de acordo com necessidade do Tribunal de Justiça de São Paulo.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]




[ATUALIZADA 23/02] O Plenário da Assembleia Legislativo aprovou criação de 150 cargos de juiz de direito auxiliar e 2.419 cargos de escrevente. Segundo o texto do projeto de lei de número 24, as vagas de juiz auxiliar serão distribuídas em comarcas de entrância final no interior e no litoral. O documento prevê o escalonamento para provimento dos cargos, ou seja, prevê cotratação de 50 juízes neste ano, 50 em 2018 e mais 50 em 2019. E para escreventes, 807 este ano, 806 em 2018 e 806 em 2019. A criação desses novos cargos será para substituir os servidores municipais que prestam serviços nos fóruns das comarcas do interior, por servidores concursados no quadro do TJ.

De acordo com o presidente do órgão, desembargador Paulo Dimas Bellis Mascaretti, o edital do novo concurso está previsto para ser divulgado no mês de março, com as primeiras convocações a serem iniciadas no segundo semestre deste ano. Embora o presidente não tenha informado o número de vagas que serão ofertadas, a tradição é de convocar pelo menos três vezes mais do que previsto no edital.

O certame sairá logo devido ao déficit de mais de 3 mil escreventes em todo o estado e a possibilidade de outro concurso para as comarcas da 2ª à 10ª Região Administrativa será realizado após o fim da validade do último concurso que expira em dezembro.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 07/02] De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ SP), desembargador Paulo Dimas Bellis Mascaretti, edital Concurso TJ SP 2017 será divulgado em março para ofertar vagas na carreira de escrevente que exige nível médio. Além disso, Mascaretti também informou que as primeiras convocações serão realizadas no início do segundo semestre.

A urgência do concurso é devido ao déficit de mais de 3 mil escreventes em todo o Estado, devido à aposentadorias e exonerações. A categoria de escrevente pode ter previsão de mais vagas, porque dois projetos de lei que tramitam na Assembleia Legislativa (Alesp), que criam no primeiro texto, PLC 26/2013, 665 vagas e na segunda proposta , PLC 44/2016, cria 317 vagas.

Do total do primeiro, 380 são para efetivos, sendo 285 para escreventes técnicos judiciários, e 285 para cargos comissionados. O total da segunda proposta é de 107 cargos comissionados e 210 para servidores, destes, 188 apenas para a carreira de escrevente técnico judiciário. O primeiro projeto está ponto para a votação e o segundo que foi enviado em dezembro está em trâmite na Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

A expectativa do novo concurso é de que a prova objetiva aconteça no primeiro semestre na capital e Grande São Paulo e a possibilidade de outro concurso ser realizado para as comarcas da 2ª à 10ª Região Administrativa (capital e interior), após o fim da validade do último certame, que vai até dezembro deste ano. Os aprovados terão remuneração inicial de R$5.697,18, já incluso auxílio-alimentação de R$42,00 por dia, dando uma média de R$924,00 por mês e auxílio-saúde de R$ 300.

O órgão tem concurso vigente até maio deste ano, mas não há mais aprovados na lista de espera para a comarca da capital. Para a 1ª Região que também contempla a capital e a Grande São Paulo, a lista de cadastro reserva conta com 78 aprovados que devem ser convocados até o encerramento da validade do certame. Por não ser prorrogado, a expectativa é de que edital seja publicado em breve.


[FIM DA ATUALIZAÇÃO]


[ATUALIZADA 25/01] A validade dos últimos concursos se encerraram este ano e a expectativa é de que sejam aprovados dois projetos de lei que tramitam na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para autorização Concurso TJ SP 2017 que visa preencher 473 vagas para o cargo de escrevente, de nível médio. A remuneração inicial é de R$5.697,16, já incluso benefícios.

O último concurso para o cargo foi realizado em 2014 e para suprir as eventuais necessidades, um novo concurso deve ser autorizado. Além disso, as demais cidades de São Paulo, contam com apenas 78 remanescentes, que devem ser chamados até maio, quando expira a validade do certame. As comarcas do interior, ainda estão convocando os remanescentes e a validade do concurso expira em dezembro.

O primeiro projeto de lei complementar 26/2013, cria 665 vagas, destes, 380 para efetivos e 285 para comissionados. Do total de efetivos, 285 são para escreventes. O projeto está pronto para votação desde novembro de 2013, com a demora, o presidente do tribunal, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, entregou um ofício à presidência da Assembleia, no dia 5 de julho de 2016, solicitando que a proposta fosse avaliada.

O segundo projeto de lei complementar 44/2016, cria 317 vagas para o órgão, deste, 107 para cargos comissionados e 210 para servidores, sendo 118 para carreira de escrevente técnico judiciário. Desde o dia 9 de dezembro de 2016 a Comissão de Constituição, Justiça e Redação conta com o pedido do deputado Campos Machado (PTB) para que passe a tramitar em regime de urgência.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



No último dia 5 de julho, o presidente do Tribunal de Justiça SP (TJ SP), o desembargador Paulo Dimas Mascaretti, junto com o assessor chefe do gabinete civil, Fernando Bartoletti, compareceram na Assembléia Legislativa para entregar ofício ao presidente da casa, o deputado Fernando Capez, solicitando aprovação de oito projetos de lei. Entre as propostas está a criação de 665 vagas para Concurso TJ SP 2016.

Das vagas são 380 para cargos efetivos (realização de concurso ou nomeação de remanescentes) e 285 para cargos comissionados. Das vagas efetivas, são 285 para cargo de escrevente técnico judiciário e 95 para juiz substituto. As 285 são para carreira comissionada de assistente jurídico, cargo criado em abril de 2012.

O projeto está em trâmite desde agosto de 2013 e já foi aprovado pelas Comissões de Constituição, Justiça e Redação; e de Finanças, Orçamento e Planejamento. E desde novembro do mesmo ano está pronto para votação no plenário. Caso isso ocorra nos próximos meses, pode garantir nomeação de remanescentes dos certames que contam com validade até dezembro de 2016.

Mas se a proposta for aprovada após este prazo, a tendência é a realização de um novo concurso para o cargo, visto que o último concurso foi realizado em 2014 e já foi prorrogado até final deste ano.

O  presidente também pede aprovação para outros sete projetos: um que regulamenta cartórios e servidores ao projeto de lei que anexa e desanexa municípios de comarcas; um que cria 150 vagas de juiz auxiliar para atender comarcas que foram elevadas na entrância final pela LCE 1.274/15 ou por resolução do TJ; outra que cria segundo cargo de assistente judiciário para juízes de primeiro grau; outro que trata de auxílio-saúde para magistrados; um que trata de desarquivamento que expressa rejeição da emenda 1; outro que dispõe sobre definição de comarca de provimento e institui gratificação para juízes de direito nelas lotados.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL