Concurso TRT SP 2017: Autorizado!

Elo logo mini

Concurso TRT SP 2017 é autorizado para repor déficit no quadro de pessoal que atualmente possui 222 cargos vagos, de nível médio e superior, confira!



[ATUALIZADA 16/11] O aval que autoriza realização Concurso TRT SP 2017 foi publicado na segunda-feira, 13 de novembro, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2) que possui jurisdicação na capital e nos municípios de São Paulo. O certame terá oferta para os cargos de técnico e analista judiciários, de nível médio e superior, respectivamente.

O Tribunal iniciará o estudo do quantitativo de vagas a serem contemplados no edital de abertura do concurso, mas atualmente o órgão possui 222 cargos vagos, sendo 123 para técnicos e 99 para analistas. As funções de oficila de justiça avaliador federal e técnico na área de segurança não possui necessidade de contratação.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 01/11] O Tribunal Regional do Trabalho do Estado de São Paulo (TRT SP) discutirá na próxima Sessão Administrativa do Órgão Especial, do dia 13 de novembro, a realização do Concurso TRT SP 2017. O órgão publicou no último dia 10 de outubro a contratação da banca organizadora EBCT que será responsável pelo certame que proverá vagas nos cargos de técnico e analista.

A expectativa é de que o Tribunal divulgue o edital este ano, com as provas marcadas para serem realizadas no início de 2018. Atualmente, o órgão conta com 260 cargos vagos, sendo 120 no cargo de técnico, 104 de analista e 40 de auxiliar.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



[ATUALIZADA 29/09] Foi publicado no Diário Eletrônico da Justiça de São Paulo o documento que autoriza realização Concurso TRT SP 2017 que será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). O certame ofertará vagas imediatas e cadastro reserva em diversas especialidades nos cargos de técnicos e analistas, de nível médio e superior.

Os salários atuais são de R$6.376,41 para técnico judiciário e R$10.461,90 para analista judiciário, não incluso benefícios como auxílio-alimentação e vale-transporte. A assessoria do órgão não informou mais detalhes do novo concurso que deverá sair até o final deste ano.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]



No dia 23 de junho, a deputada Tia Eron, relatora, na Comissão de Finanças e Tributação na Câmara dos Deputados, do projeto de lei 8.307/2014,  apresentou parecer favorável para Concurso TRT SP 2016, com sede na capital paulista. O projeto cria 1.827 vagas, sendo 611 para provimento efetivo remanescentes de concursos em validade e 1.216 para cargos comissionados.

A proposta tramita na Câmara desde 2014 e estava parada desde o final de 2015, pois a presidência do TRT 2ª, encaminhou documento para a comissão, atestando a necessidade da ampliação do quadro de servidores do órgão. Agora o projeto pode ser votado pela Comissão de Finanças e seguir as demais comissões, caso for aprovado.

De acordo com o documento, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região possui aproximadamente 1.300.000 processos por ano, o que equivale a 22% da demanda nacional, garantindo o primeiro lugar de maior quantidade no país. O que demonstra o acréscimo no quardo de pessoal do quantitativo de 2.071 para 2.651 servidores, número que supera o total indicado no projeto.

Das 611 vagas efetivas, 204 são para cargo de técnico judiciário, de nível médio e 407 para analistas, de nível superior. As remunerações atuais são de R$6.309,79 e R$9.747,84, respectivamente, considerando complemento de vale-alimentação no valor de R$884.

Dependendo do tempo necessário para criação das vagas, o preenchimento pode ser feito por remanescentes do concurso em validade que foi iniciado em 2013 e prorrogado até 2018. Ou por realização de novo certame, caso o projeto não seja aprovado rapidamente ou algum cargo não conte com remanescentes.


O concurso em validade é para o preencher 329 vagas, além de formar cadastro reserva. O prazo inicial de dois anos de validade foi encerrado em 16 de junho, e foi prorrogado por mais dois anos, até 17 de junho de 2018. Menos para o cargo de técnico judiciário na área de segurança, que é prorrogado até dia 15 de julho de 2018.

A banca organizadora responsável pelo certame foi a Fundação Carlos Chagas. As oportunidades de nível médio foram para técnicos, sendo 190 na área administrativa, distribuídas nas especialidades: segurança (29), área de apoio em tecnologia dainformação (9) e área de apoio em enfermagem (2).

Para analistas, as opções foram 62 para área judiciária, 9 na área administrativa, 10 em oficial dejustiça avaliador federal, 11 na área apoio em tecnologia da informação, cadastro reserva na área de apoio em medicina, 1 na área de apoio em medicina do trabalho, 1 na área de apoio em psicologia, 2 na área de apoio em enfermagem, 1 na área de apoio em arquivologia e 2 na área de apoio em engenharia.

Formas de Pagamento

85% de aprovação em concursos
SSL